“(…) e é nisso, leitor, em que creio: em que a vida eterna assim seja – não a eternidade nesse maldito saco de tripas, mas o eco perpétuo das atitudes.”

Com um direto de direita, meu amigo Henrique versou sobre a religião que acredito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.