Powerpop de primeira

Tudo começou quando Will, que toca guitarra e canta, morava em Los Angeles e resolveu voltar pro Brasil, no meio de 2000, com vontade de começar uma banda. “Larguei tudo lá, carro, apartamento e um emprego de designer em uma agência de publicidade. Chegando em Porto Alegre, comecei a ativar meus contatos para recrutar os Wonkas”, conta Will.

Leiam mais este artigo sobre meus amigos da Wonkavision na Tramavirtual: Powerpop colorido e sinistro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.