Morreu o bicho

Não, não é sobre o terrível acidente em Congonhas. Quem morreu hoje foi o senhor Antonio Carlos Magalhães, o ACM, o Toninho Malvadeza.

Não vou comemorar porque não é da minha índole comemorar a tristeza de outrém. Mas o ACM era o exemplo do político brasileiro: demagogo e interessado em seu bem-estar, usando de diversas artimanhas para manter sua posição e poder “em nome do povo”. Algo que eu quero que mude em nosso país. Ele mesmo dizia: “Se este país virar comunista, um dia serei o maior líder de esquerda do Brasil”. Ou seja, subvertendo a frase famosa, eu diria: “se hay gobierno, yo SOY gobierno”.

Meu amigo virtual Otavio Cordeiro me passou uma piada do site Cocadaboa sobre isso: “Nada como uma morte para tirar a nação do luto”. ACM não vai deixar saudades.

Infelizmente ele vai deixar herdeiros que seguem a mesma linha, contaminando cada vez mais a nossa tão combalida e anti-ética política.

Notícia do ClicRBS:Morre aos 79 anos o senador Antônio Carlos Magalhães

Autor: Marco Andrei

Webmaster e desenvolvedor WordPress na Arsnova. Adora Mac, o Colorado Internacional, música, viajar e a Web. Divulgador do #WordPressGaucho 🧉

7 comentários em “Morreu o bicho”

  1. Infelizmente no Brasil a população média acredita nesses ladrões profissionais como o ACM e o Lula. O Lula principalmente, porque em pouco tempo já conseguiu formar uma quadrilha invejável perto do ACM, e mesmo com provas incontestáveis, re-elegeram o bandido.

    Até é compreensível ver ignorantes famintos votarem nesses inúteis. O que eu acho fóda é um brasileiro com um mínimo de instrução fazer o mesmo, e pelo incrível que pareça tem esse tipo de gente aqui no Sul também.

    Fico feliz em saber que finalmente tu tá te dando conta disso Marco!

  2. Mello, o ACM é muito maior que o Lula, caso não saibas. E o Lula é comprovadamente um omisso, como podes ver.

  3. ok, só disse que o tipo de gente que vota num ACM é tão ignorante quanto o tipo de gente que vota num Lula. Por isso te parabenizo, por saber que tu não faz parte desse grupo, e não tem vergonha em dizer que a morte desses merdas não é algo a lamentar! Parabéns Marco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *